sábado, 19 de março de 2011

Neverland


Tempos atrás assisti a um filme chamado "Em busca da Terra do Nunca" com o ator Johnny Deep. O filme conta a história de um escritor que, para criar suas histórias, vai para um lugar só dele, chamado Neverland (terra do nunca). Neverland é, nada mais do que a forma como o autor vê o mundo, um lugar só dele, onde tudo é mágico e nada é impossível.
Me identifiquei muito com esse filme (sobretudo com o personagem), pois durante muito tempo tive (e tenho até hoje) a minha própria Neverland.
Sempre acreditei num mundo perfeito, com pessoas especiais, um mundo cheio de amor onde todos são unidos e se ajudam uns aos outros.
Ainda vejo as coisas dessa forma. As pessoas principalmente, até que me provem o contrário.
Pode parecer hipócrita, eu sei, mas é uma proteção que criei para suportar as porradas do dia a dia.
Não vejo problemas em falar da minha vida pessoal. Se tiverem que falar mal de mim, vão falar de qualquer forma então, já facilito as coisas. Não tenho medo de dizer "Eu te Amo". Prefiro me arrepender de ter dito pra quem não merecia ouvir, do que perder um amigo querido sem que esse saiba o quanto é valioso pra mim. Não tenho medo de arriscar, de quebrar a cara. O não, eu sei que já tenho. Então por que não tentar um sim? Não tenho vergonha de chorar. Não serei menos homem por causa disso.
De qualquer forma, eu me considero um cara de sorte. Estou cercado de pessoas especiais e que vibram na mesma sintonia. Que tornam meus dias mais coloridos, únicos.
Vivo num mundo só meu, onde só deixo entrar pessoas especiais, escolhidas a dedo. Conecto meu mundo ao mundo real, tentando levar mais cor e amor a esse mundo tão frio e distante onde vivemos.
Difícil de entender, né?
Então não entenda, querido leitor. Viva. Vem comigo que no caminho te explico.

domingo, 13 de março de 2011

Permita-me!

*Espere carregar o vídeo todo primeiro. Sem fundo musical, o texto não tem o mesmo efeito! ;)

video


Permita-me fechar os olhos mais uma vez.
Não quero pensar... Racionalizar... Julgar.
Permita que eu apenas te sinta... Mais uma vez.
Cada segundo único, cada segundo último...

Permita-me sentir o teu calor, o teu suor,
O tato de suas mãos percorrendo meu corpo nu...
Ofusca-me com o brilho dos teus olhos, felizes ao me ver, ao me ter, mais uma vez.
A imensidão do teu sorriso,
O néctar de seus lábios...

Permita que esse instante seja infinito.
Que o prazer seja intenso, seja nosso.
Permita-me beijá-la por horas, e perder-me nas curvas do teu corpo.
Que o perfume da sua pele me envolva, me renove, me faça voar longe, num lugar que seja só nosso.

Não quero o amanhã. Quero o agora, e que seja único cada instante.
Permita-me te amar... Mesmo que não possas retribuir esse amor.
Permita-me continuar com você... Em meus sonhos, em meus desejos mais profundos..
E torná-los realidade em cada instante mágico que passamos juntos.

terça-feira, 8 de março de 2011

Ano Novo, Vida Nova!


Dizem por ai que, no Brasil, o ano só inicia depois do Carnaval.
Coinscidência ou não, o fim desse Carnaval realmente está simbolizando um recomeço em minha vida.
Aproveitei este feriado prolongado pra por alguma ideias em ordem, bem longe da alegria dos foliões, bem perto daqueles que realmente me amam e me querem bem.
Amanhã, primeiro dia do ano brasileiro, acordarei com um sentimento de renovação. Já o sinto agora, mas as vezes precisamos de datas para marcar e registrar vitórias e perdas.
Será um novo recomeço. Novos passos na minha vida profissional, na minha vida pessoal, e na minha vida amorosa então, nem se fala.
Já encomendei um coração novo por que esse, além de estar com a memória cheia, já está cansado demais.
2011 será marcado (pra mim) como o ano do recomeço. De mudança de rumo, de foco. Pode ser que esteja indo pelo caminho errado mas, infelizmente, só há um jeito de saber.
Todas as estradas levam a Roma, mas só podemos seguir por uma.
Então...
Vem comigo que no caminho te explico!
Fui!!